Atenção! A NOVI alerta que não exige depósito prévio a título de fiança, seguro ou taxa de cadastro para concessão de empréstimos aos seus clientes.

Como a redução da taxa de juros afeta seu dia a dia?

A Taxa Selic, taxa básica de juros brasileira, em 2019 se mantém em 6,5% e é comemorada por muitos especialistas como caminho para recuperação da economia.

mas de que forma, a redução da taxa básica de juros pode influenciar no seu dia a dia?

Primeiro, o que é Taxa Selic?

Vamos entender melhor sobre esse indicador e para que ele serve. É a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia, a Selic é uma média ponderada dos juros cobrados pelas instituições financeiras. E é um sistema gerenciado pelo Banco Central para controle na emissão, compra e venda de títulos.

A Taxa Selic é o instrumento utilizado pelo Banco Central para controlar a inflação. Ou seja, quando há aumento da taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, pois os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam à poupança. E quando há redução na Taxa Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato para o brasileiro, incentivando a produção e o consumo.

O impacto da Taxa Selic em seu dia a dia

Como a taxa básica de juros, pode impactar suas finanças? A movimentação afeta principalmente investidores e endividados, aqueles que devem estar sempre de olho na movimentação dos juros.

Veja alguns impactos principais da redução da Taxa Selic que podem afetar seu bolso:

Investimentos em Renda Fixa

Quem investe em opções de renda fixa atreladas à Taxa Selic, como CDB pós-fixado e Letras Financeiras do Tesouro (LFT), continua se beneficiando do rendimento atrativo dessas aplicações.

O retorno permanece interessante mesmo com a redução da taxa de juros, uma vez que a Selic continua em um patamar bastante elevado.

Poupança

A redução da Taxa Selic não muda a vida de quem guarda seu dinheiro na Caderneta de Poupança. Uma vez que o rendimento é fixado em 0,5% ao mês + a Taxa Referencial (TR) para valores maiores ou igual a 8,5% ao ano na taxa básica de juros.

Portanto, se você ainda aplica na Poupança, esse é mais um motivo para migrar de investimento.

Dívidas

Para quem está endividado, a redução da Taxa Selic costuma ser positiva, uma vez que os juros dos empréstimos podem ser reduzidos. Mas é preciso, avaliar seu contrato para verificar se a redução é automática ou se depende de decisão do banco.

Além disso, é importante considerar todas as taxas envolvidas na modalidade de empréstimo, a fim de entender se a redução da Selic é mesmo favorável para a sua situação.

Acompanhar o cenário econômico para manter as finanças em dia

Apesar da redução da Taxa Selic, o mercado ainda está muito instável para que você possa comemorar. É preciso aguardar movimentações do Banco Central e dos grandes bancos para sentir real efeito em suas finanças.

Por isso é tão importante que você acompanhe atentamente o cenário econômico e guie suas decisões a partir dos movimentos do mercado.

Está endividado e não há previsão de redução dos juros do empréstimo? Então troque suas dívidas caras por baratas.

Investe em opções que estão com baixo rendimento? Então mude suas aplicações para alternativas mais atrativas.

Eduque-se financeiramente e busque conhecimento sobre economia, assim você conseguirá agir sempre de forma a ter a Taxa Selic ao seu favor, independentemente da situação econômica do país.

Quer entender como ter uma melhor relação com seu dinheiro? Siga a Bari Promotora nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *