O que vale mais a pena: comprar ou reformar?

Na dúvida entre dar uma entrada em um apartamento novo ou reformar?

Colocamos algumas dicas para te ajudar a entender o que vale mais a pena: comprar ou reformar.

Ter uma casa arrumadinha com o nosso jeito e a nossa cara, para curtir com a família ou com os amigos é algo que não preço.

Quando compramos um imóvel, ele atende as necessidades do nosso momento e um futuro planejado às vezes em curto prazo. Mas o que vale mais a pena: comprar ou reformar?

Antes de qualquer coisa, você precisa responder a algumas perguntas que podem lhe ajudar a resolver o que vale mais a pena: comprar ou reformar:

  1. Seu imóvel atente a necessidade da sua família e algumas reformas básicas podem melhorar o ambiente para vocês?
  2. A localização do imóvel é boa?
  3. O imóvel fica perto do seu trabalho ou da escola das crianças?
  4. Tem estacionamento?

Por que comprar um imóvel?

Ao optar pela compra de um imóvel novo, não há a necessidade de realizar um projeto de construção ou reforma. Se for um imóvel na planta você pode optar em fazer uma personalização de acordo com o seu gosto o que evitaria uma reforma futura.

Isso também diminui alguns custos extras, já que há chances menores de sofrer com imprevistos ou retrabalhos são baixos e algum problema na estrutura fica por conta da construtora.

Por que optar pela reforma?

Com a reforma, você pode deixar o imóvel personalizado sem que você precise comprá-lo na planta. Conhecer a estrutura da casa e suas características é algo que ajuda muito na hora de descobrir onde será preciso mexer para que o ambiente fique perfeito.

A contratação de uma pessoa especializada também ajuda muito para que os custos sejam bem analisados, e problemas no decorrer da obra sejam evitados.  Lembre-se que o valor investido na reforma deve ser menor do que 50% do valor do imóvel.

Outro ponto importante é que a reforma ajuda na valorização do bem. Se você pretende reformar para vender, nesse caso o valor aplicado deve ser menor do que 20% do valor do imóvel.

Atenção, não caia na conversa de que se você tem um imóvel antigo é melhor vender do que reformar. Apesar de reformas nesses casos serem bem mais caras do que em um apartamento ou casa nova, um imóvel bem localizado, e grande, pode ser muito valorizado após uma reforma.

Afinal, qual vale mais a pena?

Se o seu incômodo são os revestimentos antigos, decoração fora de moda ou a chance para ter uma cozinha e sala em conceito aberto basta analisar a possibilidade de alterar o seu imóvel.

Agora se o seu problema é a família que cresceu, o bairro que não está mais tranquilo como antigamente ou quer dar a eles mais conforto, você precisa comprar outro imóvel.

Estar a par da situação financeira familiar também é uma forma de reconhecer o que vale mais a pena. Talvez o momento econômico não seja o melhor para comprar um imóvel, mas uma reforma que cabe no orçamento pode resolver os problemas.

Outro ponto importante é o tamanho da reforma a ser feita. Às vezes, uma alteração pequena já resolve as reclamações, enquanto em outros casos nem uma obra grande seria capaz de solucionar os aspectos negativos.

Muitas vezes deixamos o apego emocional falar mais alto, mas cuidado para não cair em armadilhas e os gastos virarem uma bola de neve, pois nem sempre conseguimos fazer tudo o que desejamos no espaço idealizado.

Por outro lado, a aquisição de um imóvel demanda recursos e um planejamento maior. Além de investir um alto valor na parte estrutural você ainda teria os gastos com a decoração dos ambientes.

Comprar ou reformar um imóvel são duas maneiras viáveis de solucionar problemas desde que estejam dentro do orçamento.

Clique aqui e faça uma simulação para obter seu crédito com a Novi.

Continua em dúvida? Então acesse: https://www1.folha.uol.com.br/sobretudo/morar/2017/04/1875666-construir-ou-reformar-saiba-quando-erguer-uma-casa-do-zero-vale-a-pena.shtml